Novela Escrita | Enquanto a Cidade Dorme - Capítulo 12


PARTE 1

Praça de Amora Branca – Murilo e Luana estão frente a frente:

LUANA: Claro que estou viva. Não era o que você esperava, não é mesmo?

MURILO: Meu Deus, não é possível!

LUANA: Não entendo seu espanto! Impossível você pensar que eu estivesse morta!

MURILO: Foi o que me disseram! Meu pai garantiu que você havia morrido no parto, Luana! Como é que pode, meu Deus do céu! – ele grita – Meu Deus do céu, isso é impossível!

LUANA (gritando): Não é impossível! Não é! Estou viva sim! Mais viva do que nunca e se lhe interessa saber, só estou em Amora Branca por você!

MURILO: Por mim?

LUANA: Vi no jornal que o grande Murilo estaria no interior paulista, onde tudo começou, comemorando os cinquenta anos da empresa! Empresa essa que você jurava que não queria assumir.

MURILO: E não queria. Não queria, mas fui praticamente obrigado!

LUANA: Para de mentir, Murilo! Você viveu mentindo, mentiu a vida inteira. Mentiu quando dizia que me amava, quando saiu de casa mais cedo, naquela manhã, para receber os móveis da nossa casa, quando na verdade estava se agarrando com uma qualquer!

MURILO: Não! – diz chorando – Não! você entendeu tudo errado, Luana! Não deu tempo para lhe explicar! Você entendeu tudo errado, saiu correndo e foi atropelada. Você morreu, me disseram que você morreu e sua mãe não me deixou entrar para lhe ver. Ela não deixou!

Luana dá um tapa em Murilo

LUANA: Você para de culpar a minha a mãe pelos seus erros. Será que nem depois de todos esses anos você vai parar de mentir?

MURILO: Eu sabia que lhe encontraria aqui. Você sabe quem foi que me falou que você estava na frente do local da festa? Você tem ideia da pessoa que você conversou há algumas horas?

Luana olha para Murilo e com os olhos cheios de lágrimas:

LUANA: Breno! – ela chora – Breno... É o meu filho Murilo? Conta para mim, ele é meu filho? É ele o filho que eu chorei a morte por vinte anos? – ela grita – Fala a verdade para mim, fala!

MURILO: É ele sim! O nosso Breno! Me falaram que você tinha morrido, Luana! Meu pai chegou em casa com a criança nos braços e me pediu para ir embora da cidade, foi uma exigência da sua mãe nunca mais ver esse bebê.

Luana se espanta com as palavras de Murilo:

LUANA: Como é que é? Exigência da minha mãe?

PARTE 2

Casa de Helena e Tarcísio - No quarto, Helena e Tarcísio conversam:

HELENA: Você está querendo me dizer que aquela mulher está de volta?

TARCÍSIO: isso mesmo! Parece que ela viu o Breno ai fora. A filha que ela teve depois, com outro homem, estava saindo com o nosso neto. O Breno está saindo com a própria irmã!

HELENA: Meu Deus do céu! Nós temos que pedir para o Murilo voltar para a China agora mesmo! Vou falar com ele, irei resolver essa situação!

Helena sai do quarto e encontra Graziela no corredor:

HELENA: Onde está meu filho?

GRAZIELA: É exatamente o que estou me perguntando, ele saiu correndo da festa, pensei que estivesse vindo para cá!

HELENA: Meu Deus do céu! Onde será que ele está? Vocês precisam voltar para a China o mais rápido possível!

GRAZIELA: Aconteceu alguma coisa?

HELENA: Aconteceu!

A campainha toca – Helena corre para abrir a porta e Graziela vai atrás dela – Na sala, Helena abre a porta e dá de cara com Clara:

HELENA: Clara, o que você está fazendo aqui?

GRAZIELA: Quem é você? O que quer em nossa casa?

HELENA: É uma cliente – diz tentando disfarçar – Clara, eu disse que te procurava amanhã, alguma emergência lhe traz aqui hoje?

CLARA: Eu preciso muito conversar com você Helena, é importante e eu acho melhor você me ouvir, agora!

HELENA (assustada): Claro, pode entrar, vamos para o escritório!

Helena conduz Clara até o escritório ao lado da sala. Ela fecha a porta e Graziela se posiciona para escutar o diálogo:

HELENA: O que você está fazendo aqui? Por que voltou antes do combinado?

CLARA: Meu pai já me contou tudo! Tudo o que aconteceu. Como você pôde me enganar esse tempo todo? Aliás, como é que vocês dois tiveram coragem de fazer tudo isso comigo? – ela grita – fala mãe!

Graziela se assusta.

GRAZIELA: Mãe?

PARTE 3

Casa de Eliane e Joaquim – todos estão sentados na sala quando Luana chega:

MIGUEL: Meu amor graças a Deus!

JOAQUIM: Estávamos todos preocupados, está tudo bem com você minha filha!

Murilo também entra e deixa Eliane assustada:

MARIANA: Mãe, fala alguma coisa, quem é esse cara?

MIGUEL: Murilo?

JOAQUIM: O que você está fazendo aqui rapaz?

LUANA: Você sabe muito bem o que ele faz aqui, não sabe, mãe?

Eliane fica mais assustada e encara a todos:

JOAQUIM: O que você está dizendo minha filha?

LUANA: Fala mãe – diz aos gritos - Conta para todo mundo aqui que você e o pai do Murilo armaram para separar a gente há vinte anos. Fala mãe! Fala, pois quero ouvir da sua boca, porque está realmente difícil de acreditar que a senhora foi capaz de uma coisa dessas. É difícil acreditar que a minha mãe falou que eu havia morrido e entregou o meu filho. Me separou do meu filho!

FIM DO CAPÍTULO 12

CURTIU O CAPÍTULO? COMENTE!

Postar um comentário

Copyright © Portal Comenta TV. Designed by OddThemes & SEO Wordpress Themes 2018