Novela Escrita | Enquanto a Cidade Dorme - Capítulo 10


PARTE 1

25 ANOS ANTES - Faixada da empresa de Teodoro e Fernando

FERNANDO: Ficou tudo muito lindo, nossos pais teriam orgulho da gente! Um negócio que começou na varanda de casa, hoje, torna-se uma grande empresa!

TARCÍSIO: Tenho certeza que eles estão orgulhosos onde quer que estejam!


FERNANDO: Tarcísio, vamos entrar, precisamos conversar sobre algumas coisas!

Na sala de reuniões da empresa, Tarcísio e Fernando estão frente a frente:

FERNANDO: Agora que nós crescemos, não quero mais ser um anônimo por trás da empresa!

TARCÍSIO: Como é que é? Onde está querendo chegar com isso Fernando?

FERNANDO: Quero estar na festa ao seu lado, mostrar a todos nossos parceiros e clientes que também existo! Que fui eu, juntamente com você, que fabricamos esses eletrodomésticos! Quero que todos saibam da nossa história!

TARCÍSIO: Mas que ambição é essa Fernando? Você nunca gostou de aparecer, nunca quis dar entrevistas para falar do crescimento da empresa e, agora, que tudo está grande, quer o prestígio?

FERNANDO: Não é prestígio que eu quero Tarcísio, é reconhecimento! Não é justo que eu fique por trás enquanto só o seu trabalho é reconhecido!

TARCÍSIO: Escuta aqui Fernando, você não tem o menor jeito para os negócios, para o público, você mal sabe falar com as pessoas. Deixa que eu tomo conta de tudo e você pode ficar tranquilo que não faltará nada para você!

FERNANDO: Tarcísio – diz alterado – Eu exijo estar ao seu lado no palco amanhã! Quero mostrar para todos quem sou eu.

TARCÍSIO: Escuta aqui, a minha mulher está em casa, precisando de mim, ela acabou de perder o bebê, e eu não vou ficar aqui discutindo com você um absurdo desses!

Tarcísio sai e deixa Fernando sozinho:

FERNANDO: Vamos ver se eu não vou contar para todo mundo de quem foi a ideia de concertar a primeira geladeira velha de casa!

PARTE 2

Casa de Fernando – Cozinha – Ele está segurando um bebê e Helena está ao seu lado:

HELENA: Ainda bem que o Tarcísio está ocupado demais com a inauguração da empresa amanhã, assim posso vir aqui e amamentar nossa filha!

FERNANDO: Você deveria abandonar aquele desgraçado e ficar comigo para sempre!

HELENA: Eu te amo muito Fernando, mas não posso fazer isso. Não posso deixar meu filho naquela casa. Tudo o que fiz até hoje, tudo o que aguentei com seu irmão até hoje, foi pelo meu filho, foi pelo Murilo!

FERNANDO: Pois o traga junto, vamos embora nós quatro! 

HELENA: Não posso, por favor! Já está sendo difícil demais mentir desse jeito, falar que perdi essa criança. A única coisa que quero, é que você cuide bem da nossa menina!

Fernando coloca a criança em um carrinho:

FERNANDO: Mudança de planos Helena!

HELENA: Como assim?

FERNANDO: Eu quero comandar a empresa junto com meu irmão e ele terá que concordar! Toda a ideia deste crescimento foi minha e eu não posso permitir que ele ganhe todo o reconhecimento!

HELENA: Mas o que é isso? Você enlouqueceu? E nossa menina? Você tem que cuidar da Clara!

FERNANDO: Mas é exatamente no futuro dela que estou pensando. Amanhã à noite, vou subir no palanque junto com Tarcísio e receber os agradecimentos de todos ao lado de meu irmão!

Helena encara Fernando.

PARTE 3

DIAS ATUAIS - Na entrada da festa da empresa de Tarcísio, Breno chega com Mariana:

MARIANA: Isso tudo aqui é a festa do seu pai?

BRENO: Da empresa do meu avô, na verdade. O meu pai comanda outras ações da empresa no exterior!

MARIANA: Mas está tudo muito lindo!

BRENO: Vamos ficar um pouco aqui fora, quero esperar meus avós chegarem! Assim já lhe apresento para eles!

PARTE 4

Casa de Eliane – Cozinha:

LUANA: Como é que é, mãe?

ELIANE: Minha filha, não tem nada demais! A menina conheceu um rapaz, ele a convidou para ir a uma festa com ele! Deixe a menina curtir, Luana, mas que caretice! 

LUANA: Mãe, você é burra? A única festa que está acontecendo nesta cidade é a da empresa daquele desgraçado! A senhora deixou a minha filha ir para aquele lugar?

ELIANE: Minha filha, ninguém lá sabe da existência de Mariana, o Murilo não fará nada com ela, muito menos o Tarcísio!

LUANA: Eu vou até lá agora!

Luana sai desesperada. Miguel chega na cozinha com Joaquim:

MIGUEL: Onde a Luana foi toda apressada?

ELIANE: Foi atrás de Mariana na rua! Preocupação de mãe, vocês nunca entenderão!

PARTE 5

25 ANOS ANTES - Cachoeira de Amora Branca – Helena está conversando com Fernando:

FERNANDO: porque me trouxe aqui Helena?

HELENA: Porque é afastado da cidade. Quero tentar implorar para você desistir dessa loucura!

FERNANDO: Não vou desistir Helena! Jamais! Aquela empresa também é minha!

Se ouve o som de um disparo. Helena grita. O corpo de Fernando cai o chão. Surge Tarcísio com a arma na mão.

TARCÍSIO: Foi o melhor a se fazer. Obrigado por me avisar meu amor! Obrigado por pensar em tudo isso! O que vamos fazer com o corpo?

HELENA: Vou dar um jeito! Agora corre para a empresa, faça seu discurso. Vou sumir com o corpo e nunca ninguém saberá de nada! Em instantes estarei ao seu lado no palanque!

TARCÍSIO: Já vou indo então!

Tarcísio sai da cachoeira e some na mata ao lado. Enquanto isso, Helena carrega o corpo de Fernando até o carro.

PARTE 6

Casa de Fernando – Quarto

HELENA: Como ele está Matilde?

MATILDE: Ele vai ficar bem, o tiro não afetou nenhum órgão!

HELENA: Graças a Deus! Matilde, presta atenção, ninguém pode saber que o Fernando está vivo! Ninguém! Tudo o que estou fazendo é para o bem da minha filha, para que ela possa ser criada por esse pai maravilhoso que é o Fernando. Você é uma curandeira excelente! Cure este homem, e o leve daqui em seu carro, leve-o para longe. Proteja-o e, proteja minha menina também, minha Clara!

Helena vai até o berço e segura a filha:

HELENA: Eu te amo meu amor, estou fazendo tudo isso por você, só por você!

PARTE 7

DIAS ATUAIS - Casa de Fernando – Clara está sentada no sofá da sala, aos prantos, ao lado do pai:

FERNANDO: Foi isso que aconteceu minha filha!

CLARA: Vocês esconderam isso de mim o tempo todo, pai?

FERNANDO: Fizemos tudo para lhe proteger Clara. Depois que eu morri, eu não podia fazer mais nada, vivi para cuidar de você e me vingar do seu tio. Sua mãe me reencontrou seis meses depois e me convenceu a aceitar todo esse plano. Eu, por medo de ser preso, e por medo de você sofrer, aceitei. Desde então, sua mãe estava tentando arrancar a confissão dele, e agora conseguiu! É disso que ela fala na mensagem! E agora eu, finalmente, vou poder me vingar!

CLARA: Como você vai se vingar pai?

FERNANDO: Você vai saber minha filha!

PARTE 8

Breno está com Mariana no local da festa da empresa – O telefone de Mariana toca:

MARIANA: Minha avó está me ligando, vou me afastar um pouco para atender, tudo bem?

BRENO: Tudo bem, te espero aqui!

Mariana se afasta para atender o celular. Luana se aproxima de Breno e nota a semelhança do jovem com Murilo. Ela começa a pensar em seus momentos com Murilo no passado.

LUANA: Não pode ser. O que ele faz aqui? Meu Deus do céu, será que estou ficando louca? 

Ela nota que Mariana se aproxima do jovem e grita:

LUANA: Murilo!

Mariana e Breno olham assustados para ela:

MARIANA: Mãe? – diz surpresa – O que você está fazendo aqui?

LUANA: O que você está fazendo aqui Mariana? E quem é esse rapaz?

BRENO: O meu nome é Breno, sou filho do Murilo, você conhece o meu pai? Porque me chamou pelo nome dele?

Luana encara Breno com espanto.

FIM DO CAPÍTULO 10

CURTIU O CAPÍTULO? COMENTE!

E lembrem que os últimos capítulos de Enquanto a Cidade Dorme serão postados entre 25 e 29 de junho. Aguenta coração!


Postar um comentário

Copyright © Portal Comenta TV. Designed by OddThemes & SEO Wordpress Themes 2018