Novela Escrita | Enquanto a Cidade Dorme - Capítulo 02


PARTE 1

MURILO não disfarça o espanto.

MURILO: O que está a dizer Luana? Estás grávida? Está a esperar um filho meu?

LUANA: Sim! Você não ouviu errado, é isso mesmo! Estou grávida!

MURILO abraça LUANA bem forte e ela começa a chorar:

LUANA: Não sei o que fazer Murilo! Ainda não contei a minha mãe sobre você, mas amanhã ela vai querer saber, vai arrancar a verdade de mim. Ela irá procurar seu pai, irá cobrar dele a nossa união. 

MURILO: Meu pai jamais aceitaria isso, jamais. Mas não irei fugir de minhas responsabilidades. Você está a esperar um filho. Nosso filho! – ele se ajoelha e coloca o ouvido na barrida dela – Parece que já o sinto!

LUANA: Não é impressão, é real! Eu o sinto o tempo todo e já o amo desde a primeira vez que o senti dentro de mim.

MURILO se levanta.

MURILO: Hoje briguei com meu pai. Ele quer me mandar para a China, quer que eu termine meus estudos lá e que eu fique à frente dos negócios da família do outro lado do mundo.

LUANA: O que? 

MURILO: Mas não irei. Não irei. Ficaremos juntos, meu amor, e nada nesse mundo irá nos separar. 

LUANA: Acha mesmo que seu pai irá concordar com nosso casamento?

MURILO: Claro que não. Mas ele deverá aprender que não sou um boneco em suas mãos. Que posso muito bem caminhar com minhas próprias pernas, e é isso que irei fazer. Vou sair de casa, vou arrumar um serviço e me casarei com você.

Os dois se beijam. Novamente, eles saem de bicicleta pelas ruas da cidade ao som da música ‘See you again - Wiz Khalifa’. Corta para:

PARTE 2

MURILO e LUANA estão parados pouco antes de chegar à casa dela:

MURILO: Muito obrigado ter feito com que meu dia terminasse bem... mesmo depois de tanto massacre dentro de casa.

LUANA: Sou eu quem o gradeço por tudo. Amanhã fico a lhe esperar em minha casa. Contarei tudo a minha mãe pela manhã. 

MURILO: Pode me esperar. Amanhã iremos resolver isso de uma vez por todas.

Os dois se beijam. LUANA se afasta de MURILO e entra em casa. Ele a observa até que o portão é fechado. MURILO se aproxima de sua bicicleta quando vê um lata de spray caída próximo a um enorme muro branco que fica em frente à casa de LUANA. Ele nota que, no muro, já existem alguns desenhos. Pega a lata de spray do chão e começa a desenhar no muro. Corta para:

PARTE 3

Raios de sol invadem o quarto de LUANA. Ela acorda com batidas fortes na porta de seu quarto. Seu pai a chama incansavelmente. Ela se levanta e rapidamente abre a porta.

LUANA: Pai? O que aconteceu?

JOAQUIM: Veja você mesma! Vá até a calçada!

LUANA fica intrigada com a expressão fechada do pai. Caminha até a parte externa da casa e vê uma multidão de pessoas olhado para o muro que há em frente.

LUANA: Mas o que está acontecendo pai?

Todos se afastam e LUANA mostra-se surpresa com o que vê. No muro, há um coração com o nome dela e de MURILO dentro. Abaixo, está escrito: Te amo e amo nosso bebê. Casa comigo?

Os olhos de LUANA se enchem de lágrimas. JOAQUIM coloca a mão no ombro da filha:

JOAQUIM: Não nos contou que estava grávida por qual motivo minha filha? Por qual motivo não confiou em seus pais?

LUANA: Eu tive medo, pai. Medo de vocês não aceitarem. Medo de perder o Murilo, medo de tanta coisa.

Ela chora e é consolada pelo pai no meio da rua.

LUANA: Onde está mamãe?

JOAQUIM: Sua mãe saiu assim que viu esse muro. Disse que iria cobrar explicações!

LUANA fica nervosa. Corta para:

PARTE 4

Na empresa de TARCÍSIO, ele recebe ELIANE em sua sala:

TARCÍSIO: Desculpe, mas não lhe conheço! Recebi a senhora porque a visita de uma desconhecida no primeiro horário do dia só pode ser algo bem sério!

ELIANE: O senhor não me conhece mesmo! Peço desculpas por ocupá-lo. Sei que és muito importante e que tem milhões de compromissos, mas o assunto que me traz aqui é realmente de extrema importância!

TARCÍSIO: Estou a ouvir-te

ELIANE: O seu filho engravidou a minha filha!

TARCÍSIO se levanta e mostra-se espantado:

TARCÍSIO: Como é que é?

ELIANE: O senhor pode não acreditar em mim, mas irá acreditar no seu filho. Ele escreveu para a cidade toda ler no muro em frente minha casa que ama minha menina e o filho que ela espera. 

TARCÍSIO: Mas isso é um absurdo! Meu filho jamais iria se envolver com uma qualquer!

ELIANE:  O senhor lave bem a sua boca para falar de minha filha. E fique despreocupado, não vim até aqui exigir direitos. Vim aqui propor soluções. Não quero nada que é seu e de seu filho e, na verdade, minha filha é que não deveria ter se envolvido com seu filho que deve sim, ser um qualquer. Assim como o senhor, também sou contra essa relação. Vamos sentar e conversar sobre o que iremos fazer para acabar com isso de uma vez por todas. Eu tenho planos melhores para a vida da minha filha, assim como você deve ter planos para o seu filho.

TARCÍSIO encara ELIANE.

PARTE 5

ELIANE chega em casa e LUANA a espera na cozinha:

LUANA: Mãe, onde a senhora esteve esse tempo todo? Passou a manhã fora de casa. 

ELIANE: Deveria ter me contado de uma vez que o pai dessa criança é um milionário!

LUANA: Mãe, o que foi que a senhora fez?

ELIANE: O que tinha que ser feito!

LUANA: Mãe, eu amo o Murilo!

ELIANE dá uma bofetada na filha.

ELIANE: O que você entende de amor Luana? Aos vinte anos de idade? O que é que você entende de amor?

LUANA, com os olhos cheios de lágrimas, encara a mãe. Corta para:

PARTE 6

TARCÍSIO chega em casa. HELENA está com o filho almoçando.

HELENA: Não me disse que vinha para almoçar meu amor. Aconteceu alguma coisa?

TARCÍSIO: Aconteceu sim!

Ele segura o filho pelo braço, levantando-o da mesa.

TARCÍSIO: Você passou de todos os limites, seu moleque!

HELENA: Mas o que está a acontecer? O que é isso?

TARCÍSIO dá um tapa em MURILO que cai no chão.

TARCÍSIO: Você está a fazer tudo isso só para me afrontar, é isso? O que é que você está a pensar Murilo?

MURILO se levanta e encara o pai:

MURILO: Estou querendo viver a minha vida pai. E é isso que irei fazer! Eu amo a Luana e irei me casar com ela!

HELENA: - sem entender nada – Mas quem é Luana? Alguém pode me explicar o que está acontecer?

TARCÍSIO: O seu filho engravidou uma qualquer!

HELENA: O que? – assustada.

MURILO: - gritando – Ela não é uma qualquer. Ela é a mulher que eu amo e espera um filho meu. Já tomei minha decisão. Vou embora desta casa e irei me casar com a Luana.

TARCÍSIO e HELENA encaram MURILO espantados. Corta para:

FIM DO CAPÍTULO 02

Curtiu o capítulo? COMENTE o que achou!

Postar um comentário

Copyright © Portal Comenta TV. Designed by OddThemes & SEO Wordpress Themes 2018