Nostalgia | Mulheres Apaixonadas


Mulheres Apaixonadas foi uma trama escrita por Manoel Carlos e que foi ao ar entre 17 de fevereiro e 11 de outubro de 2003. Ou seja, ontem, completou 15 anos que o primeiro capítulo dessa  emocionante história foi ao ar. Há quem diga que essa foi a última novela de Manoel Carlos que valeu realmente a pena acompanhar.


Em 203 capítulos foi contada a história de Helena (Christiane Torloni), Téo (Tony Ramos), Heloísa (Giulia Gam), Fernanda (Vanessa Gerbelli), Salete (Bruna Marquezine), Santana (Vera Holtz), Raquel (Helena Ranaldi) e tantos outros personagens que ficaram na nossa memória. E nos fizeram vibrar durante os meses que a trama foi ao ar.

A trama abordou diversos temas importantes e entre eles a violência doméstica através da personagem Raquel. O drama da personagem é lembrado até hoje por conta das cenas memoráveis em que era agredida por seu marido. Eram cenas fortes e reais, algo que a gente não vê muito hoje em dia nas telenovelas. 
Temos também um dos temas mais polêmicos da trama: os maus tratos que Dóris (Regiane Alves), fazia com seus avós. Em determinado momento, a garota chegou a jogar seu avô no chão. O tema foi muito bem abordado por Manoel Carlos e a atriz teve nas suas mãos a sua melhor personagem até hoje. Além disso, a abordagem fez com que o Estatuto do Idoso tivesse agilidade em sua aprovação.

O autor abordou também a homossexualidade através de Clara (Alinne Moraes) e Rafaela (Clara Picarelli), tema que o autor viria a abordar anos depois como um dos temas centrais de Em Família, trama levada ao ar em 2014.
O alcoolismo também esteve presente na personagem Santana, vivida maravilhosamente por Vera Holtz. Lembro muito das cenas da personagem até hoje. 

O câncer de mama foi abordado através de Hilda (Maria Padilha) e o autor falou na época em que a escolha para a personagem viver tal drama, foi justamente por ela ser uma personagem feliz.

Foi uma novela com muitos personagens e cenas marcantes, mas uma que é lembrada e parou o país na epóca foi a que Téo e Fernanda seriam baleados por conta de uma troca de tiros no meio da rua. 

Esses foram um dos diversos temas abordados pelo autor de forma magistral. Uma novela para ninguém colocar defeito. Todos os persoagens tiveram certo destaque e o retrato da vida real estava ali. É uma verdadeira crônica.

Trilha Sonora

A trilha sonora da trama foi lançada em um volume com a edição nacional e internacional. A trilha era composta por faixas como Velha Infância (Tribalistas), Eu Sou Assim (Luiza Possi), O Amor em Paz (Gal Costa), Preciso Aprender a ser Só (Maria Bethânia), I'm With You (Avril Lavigne), Don't Know Why (Norah Jones), Imbrenato (Tiziano Ferro), entre outras.

E depois foi lançado um segundo volume com faixas nacionais e internacionais, incluindo faixas como Mais Uma Vez (Renato Russo), Dois Rios (Skank), Incondicionalmente (Capital Inicial), Fly Me To The Moon (Peter Jones), entre outras faixas...

Audiência

A trama fechou com 47 pontos de média. Sua antecessora tinha fechado com 38, ou seja, a trama elevou o horário em 9 pontos. Seu último capítulo marcou 61 pontos. A trama é um dos maiores sucessos do horário.

Um comentário :

  1. Olá, tudo bem? Essa é uma das minhas novelas preferidas!!! É uma novela perfeita, a última excelente do Manoel Carlos. Abs, Fabio www.tvfabio.zip.net

    ResponderExcluir

Copyright © Portal Comenta TV. Designed by OddThemes & SEO Wordpress Themes 2018