Novela Escrita | O Preço da Verdade - Capítulo 06


CENA 1 - INT. / CASA DOS CARVALHO/QUARTO DE LUÍZA E VINÍCIUS - DIA.

LUÍZA está olhando MADALENA de longe e se assusta com a chegada de VINÍCIUS.

VINÍCIUS: O que tanto olha?

LUÍZA sai de perto da janela antes que ele vá e senta na cama.

LUÍZA: Eu tive a impressão de que tinha uma mulher rondando a casa. E sabe que ela não me era estranha?

VINÍCIUS vai até a janela e não vê ninguém.

VINÍCIUS: Não tem mulher nenhuma lá na rua. 

LUÍZA: Devia ser coisa da minha cabeça então. Só achei estranho...

LUÍZA beija VINÍCIUS e o joga na cama.

LUÍZA: Você nem para mais em casa. Estou com saudades sabia?

VINÍCIUS: É que eu estou fazendo um ensaio dos pontos mais bonitos da cidade. Está ficando lindo!

LUÍZA: Você passa mais tempo batendo foto de outras coisas, sendo que tem uma coisa linda em casa para fotografar.

VINÍCIUS: Ah é? Eu tenho?

VINÍCIUS começa a fazer cócegas em LUÍZA e os dois se beijam.

LUÍZA: Ou essa ausência é você evitando se encontrar com meu pai? O que está acontecendo que você fica cada vez mais distante dele?

VINÍCIUS: Eu estou me preparando para conversar com ele. Eu estou esperando o nosso casamento passar e depois não vou mais adiar.

LUÍZA se afasta de VINÍCIUS e levanta da cama.

LUÍZA: Ainda está com essa ideia absurda na cabeça? 

VINÍCIUS: Eu já tomei a minha decisão e espero que você entenda!

LUÍZA: Eu vou tentar.

VINÍCIUS se levanta da cama.

VINÍCIUS: Eu vou ir tirar mais uma fotografias, mas vou tentar chegar cedo hoje. Vamos jantar fora? Curtir um pouquinho só nós dois?

LUÍZA: Às 20h?

VINÍCIUS: Às 20h!

VINÍCIUS dá um beijo em LUÍZA e sai do quarto. Corta para:

CENA 2 - INT. / CASA DOS CARVALHO/SALA DE ESTAR - DIA. 

LEONORA chega perturbada em casa e sobe direto para o quarto. Ao som de "Me Perdoa - Aline Lessa" ela se joga na cama e começa a chorar com muito ódio. LUÍZA bate na porta. LEONORA não responde. LUÍZA entra e vai abraçar a mãe.

LUÍZA: O que aconteceu mãe? 

LEONORA (em prantos): Eu não aguento mais! Eu não aguento mais minha filha. 

LUÍZA: Do que você está falando? 

LEONORA enxuga suas lágrimas e olha nos olhos da filha. Ela acaricia o rosto de LUÍZA e tenta segurar o choro mais uma vez.

LEONORA: Eu não estou mais aguentando o Edgar, Luíza. O seu pai me humilha todos os dias de alguma forma diferente. 

LUÍZA: O pai sempre foi assim, porque isso te incomoda agora?

LEONORA: Porque eu pensei que ele ia mudar com o tempo. Eu me casei com ele cedo e pensei que tudo era a juventude, mas anos se passaram e parece que só piora.

LUÍZA: O pai é um tipo de homem que nunca escondeu o que era. Eu não sei porque esse drama agora!

LEONORA olha bem para os olhos da filha.

LEONORA: O meu maior arrependimento foi não ter deixado ele quando ele me traiu a primeira vez com aquela recepcionista do hospital. Se eu tivesse deixado ele, talvez você não tivesse se transformado numa cópia barata dele.

LUÍZA (irritada): Você ficou louca? 

LEONORA: Você não percebe, mas você faz absolutamente tudo o que ele quer sem nem pensar. Cuidado! Ele já estragou a vida de muita gente.

LUÍZA: Acho que eu já sou bem grandinha pra saber o que é bom pra mim ou não né? Sabe qual é o seu problema? É que ele já não liga mais para os seus dramas. O seu problema é que você quer que todos estejam ao seu redor. E quando você percebe que não é o centro das atenções, você arma alguma coisa para as atenções voltarem para você.

LEONORA: Eu sei que o Vinícius quer o hospital. Eu escutei a sua conversa com ele. E você sabe o que vai acontecer quando o seu pai souber disso né?

LUÍZA: Do que você está falando?

LEONORA: Não se faça de desentendida porque se você não soubesse, você já teria dito para ele.

LUÍZA: E como você sabe se eu não falei? 

LEONORA: Eu conheço a filha e o marido que eu tenho. Tudo está muito calmo... mas voltando ao assunto, você sabe o que ele fez para conseguir estar hoje onde está, isso nunca foi segredo. Mas eu não vou deixar ele tirar mais uma vida. Eu não vou mais deixar ele desgraçar a vida do Vinícius.

LUÍZA: Você ficou louca em falar isso em voz alta? Não sabe que as paredes tem ouvidos? E se você está toda com esse papo, é porque sabe que a casa está caindo para nós. Se eu cair. Se o papai cair. Você cai junto! Você não é diferente de nós!

LEONORA: Mas eu posso fazer algo pra mudar!

LUÍZA: Eu não quero mais falar sobre isso com você. Você nunca precisou fazer nada para ter o que a gente tem, mas eu e meu pai sempre nos sacrificamos para ter a vida boa que a gente leva, inclusive você. Então não fique no nosso caminho... porque ao mesmo tempo que eu amo você, eu amo meu pai. E eu não vou deixar ninguém estragar os planos dele.

LUÍZA sai do quarto irritada. Corta para:

CENA 3 - INT. / CENTRO MÉDICO UNIDOS PELA VIDA/SALA DE EDGAR - DIA.

DOUTOR MAURO entra na sala sem bater e EDGAR se assusta.

EDGAR: Desde quando você entra na minha sala sem bater?

MAURO: Antes de você vir falar alguma coisa, eu vim dizer que a sua esposa atropelou a Maísa no estacionamento do hospital. 

EDGAR: O que?

MAURO: Pois é, ela já foi atendida e está querendo chamar a polícia.

EDGAR: Onde ela está? Eu quero falar com ela agora!

EDGAR e MAURO saem nervosos da sala. Corta para:

CENA 4 - INT. / CENTRO MÉDICO UNIDOS PELA VIDA/QUARTO - DIA.

EDGAR entra no quarto e vê MAÍSA deitada com o braço quebrado e alguns machucados.

MAÍSA: Você veio me ver? Pensei que não viria... sua mulher é uma louca!

EDGAR: Que história é essa de você querer chamar a polícia?

MAÍSA: Claro! Você já pensou se ela tenta algo de novo? Porque ela tentou me matar, mas por sorte não conseguiu.

EDGAR: Se você dar um pio sobre o que aconteceu, quem vai perder a paciência com você sou eu. Você entendeu? 

MAÍSA: Mas... você quer que eu não faça nada?

EDGAR: Deixa que da minha mulher cuido eu. Você se recupera e fica na sua.

EDGAR sai do quarto e deixa MAÍSA com lágrimas nos olhos. Corta para:

CENA 5 - EXT. / RUA/PRAÇA NO CENTRO DA CIDADE - DIA.

DEBORA estaciona o carro e ela e TEODORO saem.

DEBORA: Vem! Você vai tirar algumas fotos minhas para eu atualizar minhas redes sociais.  

TEODORO: Eu tirar foto sua? Você sabe que eu odeio tirar fotos. 

DEBORA: Vem e não reclama! Vamos aproveitar que não tem muita gente e esse lugar é lindo. Olha essas árvores... essas flores... vem!

Eles começam a tirar fotos e não percebem que VINÍCIUS está ali fotografando o local. Ele começa a olhar DEBORA e começa a fotografa-la no local. TEODORO percebe que estão sendo fotografados e vai até VINÍCIUS tirar satisfação.

TEODORO: O que você acha que está fazendo? Pirou? Ela é famosa, mas nem por isso tem que ser fotografada vinte e quatro horas. 

VINÍCIUS: Famosa? O que? Eu só estava fotografando o loca... vocês chegaram e eu continuei.

DEBORA vai até eles ao perceber que tem algo acontecendo e fica parada ao reconhecer VINÍCIUS.

DEBORA: Eu conheço você?

TEODORO para de falar e VINÍCIUS olha para DEBORA.

VINÍCIUS: Você... Debora? A filha da recepcionista lá do hospital que foi presa?

DEBORA: Vinícius Carvalho? É você?

Os dois se olham emocionados. TEODORO fica sem entender nada. Corta para:

CENA 6 - INT. / CASA DE MADALENA/SALA DE ESTAR - DIA.

MADALENA sentada fazendo crochê, quando alguém bate na porta. Ela se levanta e vai atender e dá de cara com LEONORA. Ela vai fechar a porta rapidamente mas é impedida por LEONORA que entra na casa.

LEONORA: É assim que você recebe as visitas? Perdeu os bons modos na cadeia?

MADALENA: Pode ter certeza que eu perdi muita coisa na cadeia. Inclusive o medo de mulher que acha que é dona do mundo só porque tem dinheiro. Agora fale o que você veio fazer aqui antes que eu desista de ouvir...
FIM DO CAPÍTULO 06 

CURTIU O CAPÍTULO? COMENTE! SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE PARA O AUTOR.

3 comentários :

Copyright © Portal Comenta TV. Designed by OddThemes & SEO Wordpress Themes 2018